Muitas pessoas acreditam que, na hora de contratar um seguro de carro, o processo seja uma questão bem complicada e cheia de detalhes. A verdade é que, sabendo como realizar o processo, tudo se torna muito mais fácil. Mas, se você ainda possui muitas dúvidas sobre como fazer isso, confira no post de hoje: como contratar um seguro para carro!

Como a cotação do seguro é feita?

Antes de você fechar o contrato com qualquer corretora, é importante que pesquise bastante os valores e faça a cotação do seguro que deseja contratar. Afinal, todo cuidado é necessário para escolher o melhor serviço. O valor dos produtos oferecidos pode variar bastante. Mas, o que pode influenciar na variação dos preços? Vários tópicos auxiliam nessa questão, como:
  • a seguradora;
  • as coberturas;
  • o valor de mercado do carro;
  • a taxa de franquia.
E não pense que as questões não têm variáveis, pois elas existem, viu? Isso acontece porque uma seguradora é mais confiável que a outra, um seguro possui mais coberturas adicionais que o outro, a franquia pode aumentar ou reduzir, e assim por diante. Realizar cotações é essencial, até porque, é onde encontra maior compatibilidade de acordo com as suas necessidades.

É possível economizar na contratação do seguro?

Sim, essa economia está vinculada às coberturas que você vai escolher. Na hora da cotação, diferentes opções serão oferecidas e você pode fazer uma combinação que atenda às suas necessidades para chegar ao valor final do seguro.

Como é a franquia?

Para simplificar, caso aconteça algum incidente que traga um prejuízo inferior a esse valor, é sua responsabilidade (e não da seguradora) arcar com as despesas. Agora se o valor supera a franquia, você arca com ela e a seguradora, com a diferença. Ou seja, quanto maior é o valor que fica na sua responsabilidade, mais barato fica o seguro. Mas como as seguradoras oferecem diferentes tipos de franquia, é bom que os conheça, então, aqui vai uma dica: sempre peça explicação sobre cada tipo oferecido (Franquia básica, ampliada, reduzida e isenta).

E as coberturas, como funciona?

Além da franquia, as coberturas também influenciam no valor do seu seguro. Basicamente, a cobertura corresponde às situações de proteção do segurado. Elas estão disponíveis para danos ao veículo, indenização integral (caso de perda total, sabe?), danos a terceiros e acidentes pessoais de passageiros, além disso, tem as coberturas adicionais, que são acordadas no ato da contratação.

Quando vale a pena acionar o seguro?

como-contratar-um-seguro-para-carro-3 Se depois de tudo que leu, ainda continua na dúvida, é preciso que você entenda que o seguro auto é um investimento. Então tenha cuidado. Uma outra dica é que você utilize seu seguro somente quando necessário. Não o acione logo no primeiro momento, tente ver qual o risco e problema, pense com clareza, e, se for algo realmente necessário, chame a prestadora de serviços, mas se der pra resolver, melhor. Antes de acionar o seguro, é importante agir com inteligência, pois pode ser bastante econômico por 2 motivos simples: primeiramente, por não usar seu seguro à toa, e em segundo lugar, porque a cada ano que você renova o seguro do carro sem sinistro, sobe uma categoria e, com isso, ganha bônus.

Não renove o seguro sem cotar!

Não importa o tempo que você está com a sua corretora ou segura, é essencial que você sempre faça cotação e verifique o melhor preço. Isso acontece, porque os valores dos seguros podem mudar muito de um período para outro. Quando você realiza a cotação, é possível ter uma ideia do valor do seu seguro e entende se ele está mais caro ou mais barato. Além disso, você pode conseguir outro, com coberturas adicionais, pelo mesmo valor que pagaria na renovação do seu. Existem corretoras online, como a gente da Pattini, que realizamos cotações em diversas seguradoras ao mesmo tempo, o que pode ajudar muito nesse processo.

Se atente ao prazo!

Não espere sua apólice vencer para você renovar o seguro, por conta disso, você pode perder o prazo, além de outras desvantagens, como: correr o risco de perder seu bônus de renovação, passar um tempo descoberto, ficar sujeito a perigos, além de poder ter que fazer uma nova vistoria, ficando ainda mais tempo sem a proteção do seguro. Ou seja, comece a cotar no último mês de vigência e renove seu seguro pelo menos 15 dias antes de terminar o prazo do anterior.

Você pode confiar no nosso serviço!

Com essas dicas, você já sabe não só como fazer a cotação, mas conhece um pouco do processo de contratar seguro auto e, claro, as possibilidades de uso. Lembre-se de que esse investimento deve ser bem pensado antes, durante e depois! Ficou interessado(a)? Não deixe de acessar o nosso site e conhecer os nossos serviços, sempre queremos te ajudar! E se quer receber mais dicas sobre cuidados com seu automóvel ou outros seguros, não esqueça de visitar nosso blog, e comentar suas experiência abaixo! Queremos conhecer você!